quinta-feira, 9 de março de 2017

FILOSOFIA DO YOGA






                                                    

                                                     O YOGA DE PATÃNJALI
Os Yoga Sutras (Aforismos do Yoga) são o texto clássico que codificou o conhecimento tradicional sobre o Yoga. Foi escrito por Patañjali, renomado siddha nascido na região a noroeste da Índia, e que obteve notoriedade ensinando Yoga no sul da Índia. Acredita-se que tenha vivido por volta da época de Siddharta Gautama, o Buddha, Século V a.C. ou pouco tempo depois. O texto se compõe de 196 aforismos divididos em quatro capítulos que tratam do método do Yoga para libertar o praticante das transformações materiais e da morte (sutra IV, 33) devolvendo-o à sua natureza autêntica (sutras IV, 34 e I, 3).Pátañjali foi um grande mestre do passado que codificou e organizou o conhecimento do Yoga nos Yoga Sutras, e que são vistos como a base filosófica do Yoga, além de oferecerem uma estrutura para a prática de ásana, pranayama, mudra, bandha e meditação, além de trasmitirem, de forma clara, como praticar e o porquê da prática dessas diferentes ferramentas. Com isso surgiu uma nova linguagem no Yoga, o "Yoga Clássico de Patãnjali", que é um sistema criado em oito etapas na qual se denominou de "Ashtanga Yoga".

ASHTANGA: OS 8 PILARES DO YOGA CLÁSSICO


Os princípios de moralidade são base de um sistema de vida apropriado. Mas eles não são o objetivo final. São instrumentos para a criação de uma estrutura mental, para executar práticas de concentração superiores e de meditação. Assim, como uma planta jovem deve ser protegida à medida que cresce também o novo praticante espiritual, nos seus esforços, deve ser protegido por orientações morais. Em épocas distantes, os gurus exigiam aos discípulos, como primeira prova, a moralidade e o altruísmo, antes de aprofundarem o ensinamento das práticas espirituais, até atingirem o último estágio, o SAMADHI.


As oito etapas do Ashtanga Yoga:
1 - YAMA ou cinco prescrições morais:
Conjuntos de refreamentos (abstinência). Nos harmoniza com o ambiente externo.
- Ahimsa: Não matar (não violência);
- Satya: Não mentir;
- Asteya: Não roubar;
- Brahmachârya: Não dissipar a sexualidade;
- Aparigrâha: Não cobiçar;
2 - NIYAMA ou cinco prescrições éticas: Conjuntos de observâncias (mandamentos). Nos harmoniza com a ambiente interno.
-Sauchan: Pureza (nos conduz a purificação);
-Santosha: Alegria (contentamento);
-Tapas: Disciplina (domínio de si mesmo);
-Svadhyaya: Estudo (conhecimento de si mesmo);
-Ishvara Pranidhama: Submissão à vontade de Deus;
3 - ÁSANA ou posições psicofísicas.
4 - PRANAYAMA ou expansão (ayama) da força vital (prána) através de exercícios respiratórios.
5 - PRATYAHARA ou abstração dos sentidos externos.
6 - DHARANA ou concentração mental.
7 - DHYANA ou meditação.
8 - SAMADHI ou estado de hiperconsciência, absorção.
Related Posts with Thumbnails